Gratis blackjack live dealer för riktiga pengar

  1. Kasinon Att Ladda Ner På Pc: En typ av satsning som inte bara kräver forskning utan också en betydande grad av tur placeras på den första målskytten.
  2. Finns Det Några Specifika Algoritmer För Roulette - Om du kör med bra fart och du också tar hand om andra hinder kommer du definitivt att vinna spelet.
  3. Spela Med Elektronisk Roulette: Kasinot är licensierat av Malta Gaming Authority (MGA) och ger en helt säker miljö.

Vinna I riktiga kasinon

Vilket Casino Ska Man Spela På
Eftersom de flesta av Visa onlinekasinon är byggda med HTML5-teknik är spel lyhörda och optimerade för användning på smartphones och surfplattor, vilket möjliggör en sömlös övergång från att spela på ett skrivbord till att spela på språng via mobil.
Maskinen Har Gratis Kasino
Dessutom väntar alltid skattefria vinster när du spelar hos ett casino med svensk licens.
Bonusspelet kan inte återtrigga men det finns Win Spin extra för att rädda dagen och förlänga spelet.

Jämför casino online

Hur Vinner Man På Röd Och Svart Roulette I Kasinot
Om du vill vinna stort eller hantera dina risker kan du kolla in några amerikanska Roulette betting strategier.
Finns Det Jackpot Spel På Casino
Neon Staxx hör till spelserien Staxx.
Kan Jag Spela Det Bästa Roulette Onlinespelet Gratis Utan Att Behöva Ladda Ner Något

Relacionamentos em tempos de quarentena

Os relações públicas e a missão de gerar e gerenciar relacionamentos

 

Não precisamos de muitos dias de reclusão e afastamento social para nos deparar com uma questão que ouvimos durante anos em nossa graduação: a importância dos relacionamentos. Digo, a importância do outro.

As milhares de lives em nosso Instagram, o compartilhamento de conteúdo, as aulas digitais, os cursos gratuitos, os encontros online, tudo isso só reforça o que sabemos há anos: tudo que fazemos é para alguém ou por alguém.

É impossível olhar para esse cenário e não lembrar de nossos colegas, os profissionais de relações públicas. Nós, que sempre ouvimos e entendemos que o diferencial e o core de nossa profissão é construir relacionamentos sólidos e fazer sua gestão ao logo do tempo, nos deparamos, talvez, com um dos maiores desafios dos últimos anos:

Como fortalecer e criar novos relacionamentos em grandes e pequenas organizações em tempo de afastamento social?

Acredito que esse período nos traz duas grandes lições. A primeira delas é o poder do digital como uma ferramenta para encurtar distâncias e conectar marcas a seus públicos. Contudo, em tão pouco tempo de reclusão, as conversas, as visitas aos clientes, os colegas de trabalho e as reuniões presenciais, já fazem falta. Entramos nesse período deslumbrando, ainda mais, o poder do digital e, sairemos dele, talvez, mais convictos do poder (e importância) dos relacionamentos, da individualidade e das experiências.

Para as grandes organizações, é o momento de colocar em prática as ações de fortalecimento de cultura, de comunicação interna e de engajamento dos profissionais. É uma “oportunidade” para disseminar valores e gerenciarmos as crises que virão pelo caminho.

Para os pequenos negócios, porém, é um momento que vai exigir criatividade para comunicar o produto, o serviço e o propósito. Acredito que a comunicação vai ter, de forma ainda mais acentuada, a função de sensibilizar.

E o que poderemos aprender com tudo isso?

Eu imagino que vamos, de uma vez por todas, entender que os relacionamentos (nas organizações, entre os stakeholders e na vida) é sobre o outro. Sobre olhar para o nosso público e pensar: o que ele precisa? Que tipo de conteúdo faz sentido eu entregar hoje? É coerente eu transformar esse evento em digital? Como fazer toda uma organização passar por essa fase com menos desgaste? Como impulsionar, por meio da comunicação, as vendas de um pequeno artesão?

No fundo, ainda não temos todas as respostas. No fim disso tudo, teremos algumas. Mas algo é certo, os relacionamentos e a comunicação, em suas diversas facetas, estão sendo a resposta para esses dias de caos. Vamos, RPs, há um mundo de relacionamentos aí fora!

Termino com um trecho do texto de Eduarda Costa, que, para mim, faz muito sentido:

“Concordo que aprender a apreciar a própria companhia é um passo essencial rumo à maturidade e ao amor próprio. Concordo que o silêncio se torna necessário uma vez ou outra nas nossas vidas. Concordo que saber conviver harmoniosamente com o vazio é sinal de sabedoria e que estar conosco de vez em quando pode significar um alívio em tempos de superexposição e excesso virtual de companhia.

Ainda assim, confesso: eu preciso das pessoas. Preciso do cheiro delas. Preciso das vozes. Dos toques. Das risadas. Das sabedorias. Eu alimento-me de companhias e é nas relações que cultivo dia após dia que encontro energia para abastecer a vida com pequenas alegrias. Eu não me basto. Eu precisei das pessoas até para aprender a ser mais feliz quando estou sozinho (…).

Gostou do conteúdo? Compartilhe com seus contatos!

Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email
Share on facebook